História

Ao tentar escrever a história de um Grupo Escoteiro com mais de 50 anos de atividade é complicado, porque sempre esqueceremos algum fato marcante, algum chefe inesquecível, alguma aventura daquele escoteiro de 1900 e lá vai bolinha ou tantas outras lembranças que não podem faltar na História do Grupo.
Com isso em mente, vamos tentar contar a história do atual Grupo Escoteiro Caio Martins que na sua fundação era conhecido por Grupo Escoteiro Presidente Kennedy, de algumas formas diferentes:

História contada através de um documento “cheio de estória”

História contada através de fotos

 

Histórias contadas através das pessoas que fazem ou fizeram parte dessa história:

13/05/2017 - Tia Zê e Allan

Data: 13/10/2017
Personagem: Tia Zê e Allan
Quem conta esta história: Chefe Bruninho
A história: “Essa história eu já devo ter escutado da Tia Zê, pelo menos umas 4 vezes, e todas as vezes que ela me conta meus olhos se enchem de lágrimas, inclusive agora que estou escrevendo.
Ela começa quando uma mãe veio ao grupo para ver se poderia colocar seu filho para fazer as atividades na alcatéia. Lógico que Tia Zê não hesitou em dizer que sim, mas essa mãe disse que seu filho era um menino muito especial, ele era autista e não se comunicava com ninguém. Tia Zê no alto de seus 2 metros de sabedoria disse: Pode trazer, aqui ele será bem recebido e será tratado igual a todos.
A mãe então levou seu seu filho e o apresentou: Esse é o Allan, e ele está animado.
Tia Zê tentou falar com ele, mas não obteve nenhum resultado, mas não se apertou, pegou o menino pelo braço e foi apresentar a sua seção.
Passaram-se vários meses e aquele menino continua no seu mundo. Não falavam com ninguém, só observava. Não incomodava ninguém. Tia Zê sempre tentava colocar ele para fazer as atividades, tentava conversar com ele mas não surtia efeito, mesmo assim ela acreditava em uma coisa chamada: A Força do Coletivo, e nunca desistia dele.
Outros meses se passaram e as alcatéias estavam preparando o seu tradicional acantonamento, e lógico o Allan participaria do seu primeiro acampamento no grupo.
Ao chegar na escola onde seria o acantonamento, algumas fotos das atividades do ano estavam pregadas na parede, enquanto todos arrumavam suas coisas o Allan observava as fotos. De repente ele chama a Tia Zê com as mãos para ir perto dele. Ao chegar ele aponta para uma foto e diz: “É nós aqui né”. Tia Zê não acreditando no que estava acontecendo também encheu os olhos de lágrimas e respondeu: “Sim, somos nós”.
Tia Zê pediu para chamarem a mãe do Allan para mostrar o que estava acontecendo, ao chegar e ver aquele menino que com seus quase 10 anos nunca tinha falado uma sequer palavra e ainda conversava com a Tia Zê, sobre suas atividades na alcatéia, sua mãe também não se conteve e começou a chorar”.
Allan hoje tem 26 anos de idade, continua suas atividades no grupo, sendo Lobinho, Escoteiro e agora Sênior. Ahhh e continua falando muito.

 

Mande também a sua história utilizando o formulário abaixo:

Comentários estão fechados.